Mais Notícias
quarta, 10 abril 2019

Ministério Público do estado de São Paulo se manifesta a favor de procuradores municipais de Barueri

O Ministério Público intentou ação de responsabilidade por ato de improbidade administrativa, a partir de iniciativa tomada pela Associação dos Procuradores Municipais de Barueri/SP, contra o  ex-prefeito do município Gilberto Macedo Gil Arantes e a antiga secretária de Finanças Geanete Resende da Silva.

 

A acusação é de que o prefeito, que cumpriu seu mandato de 2013 a 2016, junto com a então secretária, impediu o fornecimento de dados da Dívida Ativa à Procuradoria Municipal para ajuizamento de execuções fiscais.

 

O procurador do município e presidente da Associação de Barueri, Marcos Dolgi Maia Porto, conta que, além disso, eles prestaram informações falsas. “Durante o processo, tanto o prefeito quanto a secretária alegaram ter entregue os documentos solicitados. Até que entramos com uma ordem judicial, e o atual prefeito foi quem  apresentou”.

 

Porto revela que, após análise das informações, o Tribunal de Contas do município apurou o valor da Dívida Ativa muito maior do que o declarado.  “Foi declarado em de 2014 um prejuízo de 89, em 2015 de 127 milhões. Após o fornecimento das informações pelo novo governo e ajuizamento maciço de execuções fiscais, a dívida ativa em cobrança judicial chega a 1 bilhão”.

 

Veja o documento clicando aqui.

 

 

Compartilhar
Fechar
Por favor, aguarde...